9 de out de 2016

O que é mais importante para você?


Olá meus amores, como vão? Espero que todos estejam bem! Meu Deus do céu quanto tempo que eu não apareço por aqui nenom!? Perdão. Eu tenho tempo, eu tenho postagens programadas mas ultimamente a vontade de vir postar tem diminuído muito... Sabem, uma vez tinha um blog maravilhoso aqui na blogosfera e as meninas pararam de postar nele porque a vida delas fora dessa mundinho virtual foi ficando melhor do que aqui e com certeza foi isso que aconteceu comigo. Mas relaxem, eu nunca teria coragem de abandonar o VLT, é só um tempo que as vezes eu vou precisar dar daqui, um tempo para mim viver e aproveitar as pessoas ao máximo... me entendem? Meus amigos e uma pessoinha em especial tem feito o meu dia melhor, então eu não posso simplesmente deixar de aproveita-los, mesmo que custe o tempo que eu estaria aqui com vocês.

Sobre a ultima postagem, que eu estava em uma bad bem chata podem ficar tranquilhos porque aquilo tudo passou. Haha, passou tanto que quando isso tudo ficou bem a minha vontade de me isolar e ficar postando no blog nem existia mais. Nesse tempo que eu passei longe da blogosfera eu resolvi praticamente todos os problemas e com certeza era isso que eu precisava... eu parei de reclamar e reclamar aqui do que me acontecia de ruim e comecei a só lidar com esses problemas de frente, sem me esconder atrás do blog. Mas eu sei que abandonar o blog seria também um jeito de fugir de quem eu sou, então isso não me vem a cabeça de maneira alguma. Só não prometo voltar diariamente a postar aqui, mas uma vez na semana eu juro estar presente aqui, esta certo?

O que é mais importante para você?
Eu já pensei que o mais importante para mim seria estudar muito e um dia conseguir um futuro maravilhoso... e eu já pensei também em desistir desse pensamento mas acabava sempre voltando nele porque a minha família colocava esse peso sobre mim. Eu sempre fui a mais educada, a caseira, minhas notas sempre foram motivo de orgulho, eu era a que mais falava dentro de casa e era por aparência a mais feliz. Claro, isso é maravilhoso, tem coisa melhor do que ter tudo ao meu favor? Mas depois que eu cresci um pouquinho eu acabei me isolando a base disso. Eu ficava sozinha na escola e não falava com praticamente ninguém porque isso podia atrapalhar meus estudos, quando eu chegava em casa eu colocava um sorriso no rosto tão puro só de ver as pessoas com que eu podia me abrir e falar tudo que eu guardei nos momentos que eu estava estudando. Só que isso não era bom, isso não me fazia bem, porque depois eu via o tempo que eu perdi e coisas boas que eu poderia ter vivido mas preferi me afastar disso tudo. Então eu mudei demais, só que não foi para melhor, eu me isolei por completo, eu não falava com ninguém nem na escola, nem em casa (que era aonde eu me soltava). Eu odiava ir para escola e ver aquelas pessoas, eu odiava ver elas rindo porque parecia que estavam rindo de mim. Eu odiava ter que ficar na sala da minha própria casa porque lá tinha a minha família e eu achava absurdo eu ter que conviver e fazer a boazinha e educada só porque me pediam isso. Então o lugar onde eu me encontrava era dentro do meu quarto, ouvindo musica com a porta trancada e escrevendo. Ai começou o inferno das brigas, minha avó brigava comigo porque eu não estava comendo, porque eu não falava mais com ninguém e tinha mudado de uma hora para outra. 

O ano passou, veio 2016. Eu havia emagrecido aproximadamente 10kg e estava muito feliz com isso, para mim era isso que faltava, as pessoas me verem bonita e logicamente eu ser "aceita". Não foi bem assim. Continuou a mesma coisa porque eu não percebi o que estava na cara, quem me atrasava era uma menina que eu dizia ser a minha melhor amiga. Ela mudou de colégio quase no meio do ano e por uns dois dias eu ficava sozinha na escola sempre. Até que eu comecei a fazer novas amizades, comecei a me divertir muito mais e ir fazendo mais e mais amigos aos poucos. Finalmente tudo havia dado certo! Minha aparência não me importava tanto mais, mas eu aprendi que não podia excluir isso da minha vida, porque querendo ou não o amor próprio é o que mantem a gente bem. Até porque, se você mesmo não consegue se amar, ninguém vai conseguir. Você espalha o que tem, e se você tem amor, é isso que vai voltar para você. Pois bem, continuou tudo perfeitamente bem e vieram as férias... okay, um tempo para descansar é normal né? Ai voltou as aulas e um menino que estava quase a metade do ano inteira fora do colégio por motivos familiares voltou a estudar, e as minhas amigas logo foram shippando a gente. Ah, tudo bem, normal já que elas sabem que eu não namoro e ele também não. Mas meio que eu fui gostando disso até demais, ele sempre gostava de dar indireta que não era só as minhas amigas que shippavam a gente e sim ele também. Passaram algumas semanas e ele me pediu para ficar comigo, eu aceitei mas nunca deu certo e a gente acabava nunca conseguindo ficar. Passou mais uma semana e em um dia que meu irmão havia faltado na escola, ele sentou do meu lado no recreio e me abraçou, ai a gente conseguiu ficar de uma vez por todas. Mas uma menina que é amiga do meu irmão viu isso e foi falar para a diretora, que ligou para a minha mãe e por isso eu fui cercada de problemas novamente. Minha mãe queria me trocar de colégio e eu fiquei maluca com a possibilidade de não mais contato com todos os meus amigos. Ai ta, briguei muito, chorei muito e ficamos um bom tempo nisso. Até que acabou dando tudo certo e a minha mãe aceitou que eu pudesse ficar com o menino de boa (três semanas ficando e esse desgraçado ainda não me pediu em namoro afz haushau).

Agora conversando com o guri ele sem saber vem me ensinando muitas coisas, e não só pelo que ele fala, mas pelo que ele faz... pelo modo de agir. Ele é bem na dele, taca um foda-se em todos que tentam julgar e botar algum defeito nele e meio que nunca se importa com o que vão pensar se ele fizer tais coisas. Então isso me veio a cabeça e um dia eu falei sobre isso com ele, então ele falou "eu me importava, até que eu percebi que só quem pode me julgar sou eu mesmo." e eu pensei demais nisso. E estou tentando seguir esse pensamento, porque é pura verdade. O que adianta colocar em primeiro lugar os estudos, a educação se tu não coloca em primeiro lugar nem a sua própria opinião sobre o que você quer? Mano, para que se importar tanto com o futuro sendo que (mesmo que seja errado pensar assim) o nosso futuro é a morte?! Eu não penso em deixar de estudar para ter um bom futuro, mas eu quero priorizar a minha felicidade. Porque daqui uns anos, eu vou olhar para a minha adolescência e vou dizer "eu aproveitei ao máximo"  ou eu posso continuar do mesmo jeito de antes e só vou lembrar dessa época como "a pior".

12 comentários:

  1. O mais importante para mim é ter saúde,desde que tenha saúde,há sempre alegria na minha vida!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, tendo saúde o resto a gente corre atrás!

      Excluir
  2. Oie, eu vou bem obrigada. De certa forma eu entendo muito bem tudo isso, é difícil ter tudo arrumado mas quando menos imaginamos, estamos super desanimados.
    Não acho exatamente que esse séria um motivo para terminar o blog, pelo menos no meu caso, eu estou adorando as coisas que estou passando no momento, e adoro ir compartilhar meus sentimentos lá no blog, mesma as vezes não tendo o tempo necessário.
    Reclamar não é uma coia boa, devemos sempre parar de fazer isso e começar a resolver nossos problemas.

    Olha Valentina, te dou um conselho, você só tem 12 anos, aproveite. Tem muita coisa para acontecer ainda. Estude sempre, mas nem por isso isole suas amizades, estude quando for necessário e vá se divertir quando puder. Temos que aprender a separar as coisas.
    Por exemplo eu, eu ia fazer a prova para a escola federal com as minhas amigas, e eu estudei bastante no início, depois fui me relaxando pq achava que sabia de tudo, mas não é assim. Agora to aqui, enquanto minhas amigas já estão terminando o curso tecnico na federal.

    A sua aparência tem que importar para você <3
    Cara, dkjfjf. Eu estava com muito medo da minha mãe não aceitar meu namorado, ele tem cabelo até ombro, anda de skate e os amigos dele é do mesmo jeitinho, fiquei nervousa. Minha mãe sabia que eu já tinha beijado, inclusive eu já tive um mini namorado que vinha aqui em casa. Mas no fim, minha mãe acabou adorando o meu namorado, ele não precisou cortar o cabelo e estamos numa boa agora.
    Bastante bacana o seu lance com ele. Mas olha, se você quer namorar, vai lá e fale com ele, sério mesmo. Não fique esperando a atitude do menino, meninas também podem fazer isso.
    Beijo, gatinha. Estava com saudades de vir aqui. Volte a postar normalmente, por favor <333

    Sessão Proibida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie ~ É chato né? Ter tudo arrumadinho de certa forma cansa, vira uma rotina e se prender a uma rotina não é comigo... Mas exatamente isso que tu disse, a melhor coisa é vir compartilhar tudo que acontece comigo aqui.

      Isso mesmo, pra que reclamar se depois nada vai mudar?

      Eu também penso desse jeito, me atrasar nos estudos não me vem a cabeça mas é o mesmo que penso sobre as minhas amizades, não quero me atrasar com um nem com outro.

      Meu namorado tem cabelo de emo, ele anda todo largadão, vive de fone de ouvido, tem os piores amigos desse mundo em questão de comportamento haushaushau Tanto que minha mãe quando brigou com ele me disse que ele só viria aqui em casa depois de cortar o cabelo, e ele veio aqui do jeitinho dele, sem mudar nada. E por incrível que seja, ela adorou ele <3

      A gente sempre conversa sobre, mas ta meio cedinho ainda né? Pressa não precisa.

      Vou tentar certo? Também estava morrendo de saudades!

      Beijos >3<

      Excluir
  3. Nossa, parece que eu fui me lendo no início do seu texto. Na verdade, eu nem sempre fui assim. Estudiosa, comunicativa e sozinha em algumas horas. Para ser sincera, eu tinha amigos, eu adorava ir para a escola e era uma das piores alunas da minha sala. Só que no ano passado, eu decidi mudar pelo simples fato de ver que eu não era eu mesma. Eu sempre tentava me encaixar e ser do jeito que as pessoas queriam que eu fosse. Eu estava completamente errada e percebi isso muito tarde, infelizmente.
    Mudei. Hoje eu fico mais sozinha, porém, de alguma forma, me sinto mais feliz, mais completa, mais eu. Tenho amigos e tal, mas não sei se eles são verdadeiros e muito menos, se os levarei para a vida toda.
    Eu amei o seu texto pelo simples fato dele ter me feito pensar um pouquinho sobre as decisões que tomei nos últimos meses, eu não sei se são certas, entretanto, nesse momento, agora, para mim, parecem ser!
    Ah! Não sei por que, mas enquanto lia de você e do menino, cara, já shippei HSUASHUAHSA. Me veio até uma história de amor na cabeça! ❤

    http://makingcolorfilm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe, eu também tinha amigos, na verdade a minha infância foi cercada de amigos ao meu lado, mas isso foi mais quando eu fui crescendo. Jesus, sério que tu se sente melhor sendo calada? Isso é a coisa que mais me incomoda, porque eu sou calada e odeio haushaushua

      Sobre as tuas decisões, é exatamente isso que eu estou passando. Não sei se são as melhores, mas agora é o que me parece ser melhor.

      Ownt hahaha, também shippo... e muito!

      Excluir
  4. Oi Valentina, tudo bem?
    Gostei muito do seu post, faz a gente refletir bastante e várias vezes coloquei na balança essa questão do estudo/trabalhar... Quando comecei a faculdade, queria me dedicar aos estudos, mas por sorte, consegui um estágio e isso foi muito bom para mim. Aprendi muitos coisas, adquiri muita experiência e foi ótimo! =D
    Mas, claro, o importante mesmo é ser feliz, pensar felicidade sim!

    Amore, tem post novo lá no blog, te convido a ir conferir!

    Beijos
    Amanda Z.
    www.diariodelooks.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, bem sim e tu?
      É maravilhoso quando a gente se encontra em algo que nos faz bem né? Se torna tão pratico e gostoso de se fazer, vira uma rotina boa.

      Já irei conferir!

      Excluir
  5. Adorei o post, as vezes algo que parece ser ruim acaba se tornando maravilhoso. Já aconteceu comigo isso de uma amiga ir pra longe e eu acabar percebendo que ela que me fazia se sentir mal e não ter um circulo de amizade maior. Em relação ao garoto, relaxa, aproveita o momento e tenta não querer rotular ainda, três semanas é muito pouco para namorar alguém (vai que você descobre que ele é estranho, tipo gosta de pés e depois você não tem como escapar kkkkk) só que você tem que seguir seu coração, claro. Eu já estou sendo enrolada a seis meses e estou bem nem ai, acredita que só no quarto mês descobri que ele tinha uma tatuagem, é a vida....
    beijos e amei seu blog
    http://lolamantovani.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom <33
      Amigas assim são a pior coisa né? Fazem uma confusão em nossa cabeça que pelo amor de Deus, prefiro nem comentar...

      Um mês ficando e eu descobri que ele é a versão masculina de mim, por exemplo, ele é um caos disfarçado de harmonia, e eu sou assim também!

      KSKSKS irei até perguntar se ele gosta de pés, vai saber né?!

      Excluir
  6. Que bom que sua bad passou! A minha tá caminhando pra saída também, hahaha! É bom ter uns coleguinhas na escola mesmo que a gente seja super centrada e focada, sabe? Eu não posso dizer o mesmo que você, porque eu era mais da turma da bagunça mesmo, hahahahaha! Comigo eu sofri bullying quando entrei em um colégio em que ninguém queria falar comigo, aí sim eu fiquei super mal, e fiz o contrário que você fez, ao invés de não comer direito, comia "direito" até demais, comia tudo que via pela frente :( engordei bastante. Eu consigo entender seus pensamentos e isso da aparência que não importa pra fazer amigos e tal, parece um livro da Thalita Rebouças que eu li e resenhei lá no blog, dá uma olhada depois. Vi cada personagem do livro aí, o guri que você tá conversando, você, a amiga, tudo. Hahaha! Sério, você precisa ler esse livro, vai se identificar.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiee
    Gostei de como expressa seus sentimentos. É sincero e belo.
    Sabe, eu também não consigo ficar sem meu blog. Posso desaparecer, mas sempre volto. Faz parte do meu mundo ;p
    Gostei das suas reflexões, também. É importante se aceitar acima de tudo e se permitir ir além. Viver o hoje e ser feliz *0*
    Posso te dar um conselho sobre o menino:Siga seu coração, deixa rolar ;p
    Obs: Deixo colocar o post "Apreendi a me amar" nos favoritos do mês shauhsus
    Beijo no coração!
    screepeer.com.br

    ResponderExcluir

Enquanto você for quem os outros querem que você seja, você não será ninguém. Então tenha atitude, seja você mesmo, tenha coragem e forme sua própria opinião.

Agora sim, comente a vontade!